>

Glossário: N

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

natriurese

Eliminação de sódio pela urina.

neoglicogênese

A formação da glicose a partir de moléculas de não carboidrato, tais como glicerol e esqueletos carbônicos dos aminoácidos.

neoplasia maligna

Neoplasia maligna é o nome que se dá a um tecido formado pela multiplicação contínua de células reproduzidas de forma anômala e descontrolada. Geralmente, apresenta-se na forma de um tumor, de maior ou menor agressividade e poder de provocar danos ao organismo. Câncer.

Neuropatia periférica

é uma síndrome caracterizada por uma disfunção dos nervos periféricos, que costuma produzir alterações como perda da sensibilidade, debilidade e atrofia musculares ou alteração do funcionamento dos órgãos internos.

neuropeptídeo-Y (NPY)

O mais potente estimulador de apetite conhecido, constituído de peptídeo secretado no hipotálamo e abundante no cérebro, com 36 aminoácidos.

Neutropenia

É uma diminuição no número de neutrófilos circulantes inferior a 1.500/mm³ (em adultos). Pode ser aguda ou crônica dependendo da duração da enfermidade.

niacina

Termo genérico para nicotinamida (niacinamida) e ácido nicotínico; vitamina B3.

nucleotídeo

Subunidade de DNA ou RNA que consiste em uma base de hidrogênio (adenina, guanina, timina ou citosina no DNA; e adenina, guanina, uracila ou citosina no RNA), uma molécula de fosfato e uma molécula de açúcar (desoxirribose no DNA e ribose no RNA). Milhares de nucleotídeos são ligados para formar uma molécula de DNA ou de RNA.

nutracêutico

Substância ou partes de um alimento que pode-se considerar que forneçam benefícios médicos ou para a saúde.

nutrição enteral

A remessa de nutrientes diretamente dentro do estômago, duodeno ou jejuno.

nutrição enteral (NE)

Alimento para fins especiais, com ingestão controlada de nutrientes, na forma isolada ou combinada, de composição definida ou estimada, especialmente formulada e elaborada para uso por sondas ou via oral, industrializada ou não, utilizada exclusiva ou parcialmente para substituir ou complementar a alimentação oral em pacientes desnutridos ou não, conforme suas necessidades nutricionais, em regime hospitalar, ambulatorial ou domiciliar, visando a síntese ou manutenção dos tecidos, órgãos ou sistema humanos.

nutrição parenteral (NP)

Solução ou emulsão, composta basicamente de carboidratos, aminoácidos, lipídios, vitaminas e minerais, estéril e apirogênica, acondicionada em bolsas plásticas, destinada à administração intravenosa em pacientes desnutridos ou não, em regime hospitalar, ambulatorial ou domiciliar, visando a síntese ou manutenção dos tecidos, órgãos ou sistemas.

Cadastre-se e receba nossa newsletter